Montanha

Montanha: Francisco Milheiro consagrado vencedor da TPM 1300

667visualizações

O domingo passado foi um dia importante para o jovem Francisco Milheiro, que se sagrou Vencedor na Taça de Portugal 1300, após concluir a Rampa PÊQUÊPÊ Arrábida 2020.

Logo  na manha de sábado, na warm up 1, Francisco Milheiro seria o autor do 18º melhor tempo na classificação geral, tendo feito toda a extensão da Rampa da Arrábida em 2.18.412 à média de 80,6 km/h, para logo na primeira subida oficial de treinos acabar por conseguir melhorar um pouco mais tendo feito 2.17.993 à média de 80,8 km/h. Logo na segunda subida oficial de treinos o jovem piloto de Guimarães piora um pouco mais em relação à subida anterior com 2.40.925 à média de 69,3km/h. Chegados à primeira subida oficial de prova, Francisco Milheiro não se fez rogado e rubrica o melhor tempo de todo o fim de semana até esta altura, fazendo um excelente crono de 2.13.842 à média de 83,3 km/h. 

Após uma noite de descanso, no domingo de manhã, Francisco Milheiro debateu-se com condições atmosféricas adversas, com muita chuva e o piso encharcado. Na subida da warm-up 2 faria 2.30.318, à média de 76, 6 km/h, para na derradeira subida de treinos acabar por melhorar um pouco mais, registando 2.28.958, à média de 77, 3 km/h. Nas duas subidas oficiais,  Francisco Milheiro foi sempre o mais rápido, reclamando mais uma vitória segura nesta época.

Depois de estar na posse do troféu, Francisco Milheiro, falou-nos um pouco desta prova dizendo “que de fácil não teve nada, no sábado andou-se bem, e consegui aquele tempo de 2.13, mas depois no domingo tudo se complicou com a chuva e o piso molhado. As dificuldades aumentaram e por isso tive de tomar alguns cuidados. Em termos de resultado atingimos o objectivo, que era ser ganhar a prova e sagrar-me Vencedor da Taça Nacional de Montanha 1300. Dedico este título a toda a minha família e aos  patrocinadores que acreditaram no meu projecto. Agora há que começar a pensar na próxima época”, conclui Francisco Milheiro.

Deixe uma resposta