+ Motores

Pilotos Honda prontos para competir no Esports WTCR Series

804visualizações

Devido à pandemia mundial causada pelo Covid-19, os pilotos Honda preparam a sua época no Esports WTCR Series. As corridas serão exibidas nos meios de comunicação do WTCR.

Esteban Guerrieri, Nestor Girolami, Tiago Monteiro e Attila Tassi aceitaram o convite para competir numa minicompetição de quatro voltas, que também contará com pilotos profissionais de simuladores virtuais de corridas, tendo sido criado de forma a preencher o tardio início da época de 2020. Os quatro irão estar a competir em versões virtuais dos seus automóveis WTCR da época de 2019.

Tendo reunido oito vitórias de forma conjunta no WTCR nos seus Honda Civic Type R TCR em 2019, os quatro pilotos estão conscientes de que podem não estar à altura de desafiar a elite de pilotos de simuladores virtuais, no entanto estão prontos para entrar no espírito competitivo contra alguns dos seus concorrentes “reais” do WTCR.

Esta iniciativa foi desenvolvida pela Eurosport Events, em conjunto com o seu parceiro RaceRoom, tendo sido recebida pela Honda como uma forma de recompensar e se envolver com os fãs de WTCR durante uma espera sem precedentes devido à pandemia causada pelo Covid-19. A corrida de abertura decorrerá às hoje, segunda-feira (6 de abril), às 18h30 de Portugal através de uma sessão virtual no Hungaroring, onde deveria decorrer a abertura da época do WTCR. As corridas serão exibidas nos meios de comunicação do WTCR como Facebook e YouTube.

Nestor Girolami utiliza com regularidade o seu simulador de forma a preparar-se para os eventos do WTCR e, embora esteja atualmente Argentina, o seu país de origem, obteve um simulador no mês passado e treina em casa desde então. O seu compatriota e companheiro de equipa em 2019 do ALL-INKL.COM Münnich Motorsport, Esteban Guerrieri, vice-campeão do WTCR do ano passado, está determinado a aprender os “truques” da plataforma RaceRoom de forma a maximizar o seu desempenho.

A participação do piloto português, Tiago Monteiro, trata-se de um salto para o mesmo, uma vez que disputou a sua primeira corrida de Esports no mês passado. Para ele “neste momento, está é uma ótima forma de entreter os fãs e é a razão pela qual eu quero participar. Esta iniciativa será importante para os fãs, para o público e até para os patrocinadores. Quero ser justo e entreter toda a gente pois acredito que isso faz parte do meu trabalho. Nunca competi no RaceRoom e já me informaram que é completamente diferente de outras plataformas. Não estou com expetativas “loucas”, mas o importante não é estar lá para ganhar, apenas participar e disfrutar. Posso ficar em último ou noutra posição, mas o que realmente importa é mostrar o nosso compromisso.”.

Já o jovem piloto, de 20 anos, Attila Tassi, tal como Tiago, será enfrentado com algo desconhecido ao mesmo tempo que se tenta familiarizar, pela primeira vez, com a plataforma RaceRoom utilizada no Esports WTCR.

Deixe uma resposta