Montanha

Hugo Araújo com arranque promissor em Murça

1.5kvisualizações

O piloto da Bracardox assinou uma bela exibição na Rampa Porca de Murça, coroada com um pódio absoluto nos Turismos e a vitória na Divisão 2.

Foi com um 6º lugar à geral, correspondente ao 3º posto entre os Turismos e a vitória na sua divisão, que Hugo Araújo iniciou a sua campanha, na Rampa Porca de Murça, prova inaugural do Campeonato de Portugal de Montanha JC Group 2020.

A” família” da Montanha viveu um arranque triste da época, em terras transmontanas

A rampa ficou obviamente marcada pelo desfecho trágico do acidente ocorrido já na fase final da prova e que enlutou toda a família da Montanha. Como tal, Hugo Araújo, começa por “deixar as minhas sentidas condolências aos familiares das vítimas e os votos de total e rápida recuperação aos feridos. Mas o meu pensamento fica também com o piloto e amigo Luís Silva a quem deixo um fortíssimo abraço de solidariedade. Não posso deixar de agradecer também às equipas de Bombeiros, polícias e equipa médica pela rápida intervenção no acidente. Foi um momento muito triste para todos nós”.

Passando à competição pura e dura, Murça marcava o início da segunda temporada de Hugo Araújo ao serviço da Bracardox.

Novamente aos comandos do seu Subaru Impreza, conhecido pela arrojada alcunha de “Bugzilla”, o piloto de Braga sentia-se “muito confiante pois este ano, partimos para a quase totalidade das Rampas com um maior conhecimento sobre as mesmas, coisa que o ano passado não tínhamos e mesmo assim estivemos na luta pelo título. Isto também me permite e à equipa, estar mais concentrado em testar e melhorar as afinações de Setup ao longo de cada prova”.

Ao longo do fim-de-semana, Hugo Araújo esteve sempre entre os mais rápidos, liderando a tabela de tempos da Divisão 2 e assinando tempos que o colocavam entre os candidatos ao pódio absoluto nos Turismos.

A marca de 2.17,920, estabelecida na 2º subida oficial de prova, foi a sua melhor durante o fim-de-semana e Hugo Araújo preparava-se para “tentar o derradeiro assalto ao primeiro posto na última subida, que foi anulada pelas trágicas razões interromperam de vez a prova”.

O resultado final é ”positivo, sobretudo porque nos garante que temos argumentos para lutar pelos objetivos que a Bracardox tem para a época”.

O bracarense quer “voltar rápido aos comandos do Subaru. Esperemos que esta fase de paragem motivada pelo Covid-19 passe rápido, para em breve voltarmos a atacar as rampas nacionais com a garra que nos reconhecem. Vamos estar na luta!”.

Deixe uma resposta