+ Motores

Gonçalo Novo brilhou e conquistou a Taça de Portugal de Rallycross!

387visualizações

O jovem craque da Motofil Sport dominou a seu belo prazer a corrida da Divisão Iniciação, reclamando o primeiro troféu nacional da sua curta carreira desportiva, mercê de uma exibição colossal. Já João Novo esteve sem sorte nas lides dos S1600.

Sempre que olhar para o troféu que estará na sua vitrine, Gonçalo Novo lembrará que se tornou o detentor da Taça de Portugal de Ralicross na Divisão Iniciação mercê de uma das melhores exibições da sua carreira. Começou por assinar o melhor tempo nos treinos cronometrados e nas três corridas de qualificação esteve sempre na luta, vencendo a Q3, garantindo assim um lugar na linha da frente da grelha de partida para a Final.

E aí chegou a hora de Gonçalo Novo brilhar. Saltou para o comando e imprimiu no Toyota Starlet um andamento tão forte que não só colocou a concorrência mais direta a quase dez segundos de distância no fecho das seis voltas, como rubricou a volta mais rápida feita nas finais por todos quantos estavam em Castelo Branco, mesmo aos comandos de um carro menos potente e menos competitivo. Simplesmente brilhante!

No final, Gonçalo Novo estava justificadamente eufórico: “jamais esquecerei este título. É incrível. Este foi um fim-de-semana perfeito e quero agradecer ao meu primo e à minha família pelo apoio!”.

Já João Novo viveu um fim-de-semana atribulado e sem ponta de sorte. O talentoso jovem piloto da Motofil Sport enfrentou vários problemas mecânicos desde o arranque do fim-de-semana, que lhe limitaram sempre o andamento. O piloto refere que “a equipa tudo fez para tentar colocar o Citroen C2 em condições, mas este não era o nosso fim-de-semana. Foram-se sucedendo vários problemas e não foi possível recuperar a tempo de garantir um lugar na final”.

João Novo lamenta o infortúnio, mas realça que “são coisas que acontecem e que perdem qualquer importância quando estamos a celebrar o que o Gonçalo fez. Parabéns ao meu primo pela conquista da Taça. Esteve sempre muito bem e mereceu!”.

Deixe uma resposta