+ Motores

Tiago Ferreira mostrou “músculo” e termina campeonato em grande

618visualizações

De volta às lides dos S1600O no Campeonato de Portugal de Rallycross by Diatosta, o lousadense rubricou uma exibição fantástica como Peugeot 208 S1600. Lutou pela liderança e mostrou que esta aposta na divisão mais competitiva foi acertada.

A pista de Castelo Branco transformou-se no palco para uma grande atuação de Tiago Ferreira. O “rookie” dos S1600 transformou este regresso ao campeonato, após a ausência forçada em Lousada, num momento de total demonstração de toda a sua rapidez e capacidade para ombrear com os mais fortes.

Aproveitou os treinos “para verificar se tudo estava bem com o Peugeot e cedo percebi que o carro estava fantástico e que o nosso andamento ia ser muito forte”. Provou tal nas duas mangas de sábado, 4º na primeira, “voou baixinho” na segunda, alcançando um saboroso triunfo e terminando a jornada de sábado no comando da divisão.

Na manhã de domingo, já debaixo de chuva e com a pista enlameada, Tiago Ferreira, manteve-se no comando após a 3ª manga, mas o pior estava para acontecer.

Na manga final, o piloto lousadense sofreu “um toque que não só me fez abandonar a 4ª manga, como também provocou muitos estragos no Peugeot. A nossa equipa fez tudo para tentar reparar o carro a tempo da semifinal, onde partiria da “pole”, mas foi impossível e ficamos de fora”. Foi um “autêntico balde de água fria. Estávamos com um andamento fortíssimo e com capacidade para lutar, pelo menos, pelo pódio final. Pelo menos, fica a indicação de que estamos cada vez mais competitivos, o que nos cria muitas expectativas no futuro. Vamos continuar a trabalhar para melhorar e estou certo de que os resultados vão aparecer naturalmente”.

Deixe uma resposta