Montanha

Vítor Pascoal dominou e conquistou na Serra da Estrela

615visualizações

A montanha mais alta de Portugal Continental foi o palco para mais uma exibição a rondar a perfeição de Vítor Pascoal aos comandos do Porsche 991 GT3 CUP. O baionense conquistou a quarta vitória da temporada entre os GT e o título nacional está cada vez mais perto.

Para esta quinta prova da temporada 2022 do Campeonato de Portugal de Montanha JC Group adivinhava-se uma luta acesa nos GT e foi isso mesmo que aconteceu na rampa organizada pelo CAMI Motorsport.

A categoria apresenta este ano um plantel alargado e competitivo e na Serra da Estrela pelo menos cinco pilotos tinham aspirações a lutar pela vitória perante os milhares de espetadores que encheram os cerca de cinco quilómetros e duzentos metros do traçado serrano.

Vítor Pascoal preparou muito bem a prova e, sabendo que “o meu conhecimento da rampa é ainda muito curto e tinha perfeita noção de que era muito importante usar as subidas de treino para reconhecer bem o percurso, que é um dos mais extensos do campeonato, aproveitando ainda para ir experimentando soluções de afinação do carro, para atacar nas três subidas de prova”.

E o plano do piloto de Baião foi cumprido à risca, dando os frutos desejados. Intensificou sempre o andamento e, levando o Porsche aos limites, mas sempre sem erros de monta, Vítor Pascoal nunca permitiu que algum dos adversários tomasse a liderança da tabela de tempos.

Rodou em 3:05.901 na 1ª Subida de Prova, realizada na tarde de sábado, baixou para 3:04.375 na segunda e ainda foi capaz de “voar” na terceira e última, estabelecendo a sua melhor marca de sempre na rampa, colocando no cronómetro 3:03.332. Foi uma exibição sempre em crescendo, coroada com uma vitória imperial na Serra da Estrela.

“Este foi um fim-de-semana perfeito. Cumprimos o nosso plano à risca e conseguimos uma vitória muito importante, que nos coloca cada vez mais perto do título nacional. Foi uma luta muito interessante, mas fomos claramente mais rápidos, merecendo por completo este triunfo”. Pascoal realçou ainda “a satisfação que todos sentimos na equipa com o pódio conquistado pelo Pedro Silva, o que o coloca outra vez na luta pelo pódio final do campeonato”.

Agora e sem qualquer pausa, o piloto vira o “chip” para os ralis. Está aí o 7º Rally Spirit, que irá para a estrada de 3 a 5 de junho. Uma vez mais, Vítor Pascoal será navegado por Martim Azevedo nesta verdadeira festa de homenagem à história dos ralis mundiais.

Deixe uma resposta