Ralis

Adruzilo Lopes vence em Gondomar e é Campeão Norte de Ralis

882visualizações

Adruzilo Lopes e Paulo Silva dominaram a seu belo prazer o Rali de Gondomar 2021 e remataram as cotas do título absoluto no Campeonato Norte de Ralis. Na prova do Gondomar Automóvel Sport, a dupla do Mitsubishi Lancer EVO IX suplantou todas as armadilhas do percurso, sobretudo as que eram fruto da instabilidade climatérica que se fez sentir na região.

Adruzilo Lopes e Paulo Silva, em Mitsubishi Lancer Evo IX, conquistaram hoje o triunfo no Rali de Gondomar e sagraram-se campeões do Campeonato Norte de Ralis, ao terminar a prova do Gondomar Automóvel Sport (GAS) com o tempo total de 35m52,1s, após cumprir sete especiais de classificação, das quais venceram seis. O piloto de Regilde, Felgueiras, que logrou a vitória no Rali de Vieira do Minho, Rali de Famalicão, Rali Município de Mesão Frio e Rali de Santo Tirso, não deixou escapar o triunfo em Gondomar, prova condicionada devido às condições meteorológicas adversas, sobretudo durante o período matinal.

Numa prova marcada pela saída de estrada do Peugeot 106 XSI da dupla formada por Pedro Lemos Ribeiro e Gonçalo Palmeira, logo na primeira passagem pela especial de Talho do Povo (Branzelo), projetando uma pedra para cima de um espectador, a estrutura organizativa viu-se na contingência de anular a segunda passagem pelo troço.

Adruzilo Lopes foi o mais rápido e precisou de 4m36,5s para percorrer os 6,20 km da especial, seguido de Augusto Costa/Susana Silva (Peugeot 208 VTI), e João Vinha/Cristiano Queiroga (Mitsubisho Lancer Evo VI), a 1,6s e 3,3s, respectivamente.

Na primeira passagem por Sucatas David (Serra da Boneca), a classificação geral sofreu uma alteração, com João Vinha, terceiro no troço, a passar para a frente de Adruzilo Lopes, sexto na especial, por 4,3 segundos, com Rafael Marques Pereira/Alberto Silva (Peugeot 208 R2), a ser o mais rápido na especial, com o tempo de 8m12,8s, relegando para a segunda posição Miguel Carvalho/António Reis (Peugeot 206 GTI).

Apesar de todos os intervenientes terem referido que as condições atmosféricas transformavam a prova numa lotaria, a quarta especial – segunda passagem por Sucatas David (Serra da Boneca) –, as primeiras posições votaram a ter mexidas, com Adruzilo Lopes a passar para a frente de João Vinha.

O piloto de Regilde destacou-se de tudo e de todos, pulverizando a primeira passagem com o tempo de 7m06,2s, com Luís Morais/Helena Maia (Peugeot 208 VTI) a cotarem-se os segundos mais rápidos, a 20,7 segundos para o primeiro. Miguel Carvalho foi terceiro, a 23,2 segundos do líder, enquanto João Vinha terminou em quarto, a 23,9 segundos.

Na primeira passagem por Daro’s Malas (Ag. Sousa), pouco ou nada se alterou, apenas a persistência de Augusto Costa que não desarma rumo ao título de Duas Rodas Motrizes. A vitória sorriu de novo a Adruzilo Lopes, secundado pelo piloto da Trofa que, ascendeu à segunda posição da classificação geral, separado 0,7 segundos de diferença.

A especial Cromoduro, Ld.ª (Covelo) foi uma cópia fiel da anterior, com o piloto de Regilde dilatar a diferença na pauta classificativa e Augusto Costa a desembaraçar-se do piloto de Penafiel. A segunda passagem por Daro’s Malas (Ag. Sousa) ditou as mesmas posições, o que traduz bem do equilíbrio patenteado pelas três primeiras equipas que ocuparam os lugares de pódio. Augusto Costa e Susana Silva a ficarem a 1m02,3s dos vencedores, sendo os melhores das Duas Rodas Motrizes, com João Vinha e Cristiano Queiroga, a 1m16,1s.

A quarta posição ficou ocupada por Luís Morais e Helena Maia (Peugeot 208 VTI), cabendo a Rafael Marques Pereira e Alberto Silva (Peugeot 208 R2) fechar o “top five”, na frente de Miguel Carvalho e António (Peugeot 206 GTI), com estes a vencerem nas contas do Desafio Kumho Portugal. Por seu turno, Filipe Oliveira e José Vieira (Mitsubishi Carisma GT), encerraram a participação do Rali de Gondomar na sétima posição. João Andrade e Sérgio Paiva (Citroën Saxo), João Pedro Sousa e Tiago Silva (Renault Clio) e Mário Castro e Ricardo Cunha (Ford 1.0 Ecobost), encerraram a lista do “top ten”.

Mário Castro e Ricardo Cunha, em Ford 1.0 Ecobost, terminaram na 10.ª posição e venceram o Grupo P2; Miguel Carvalho e António, em Peugeot 206 GTI, levaram de vencida o Grupo X1; João Pedro Sousa e Tiago Silva, ao volante de um Renault Clio, triunfaram o Grupo X2; João Vinha e Cristiano Queiroga, aos comandos de um Mitsubishi Lancer Evo VI, venceram o Grupo X3; e, finalmente, Capela Morais e António Vieira, em Skoda Fabia RS TDI, destacaram-se no Grupo X4.

Apesar da chuva que se abateu nos territórios de Gondomar, Paredes e Penafiel as equipas optaram por dosear o andamento, motivando apenas três abandonos. Por razões de segurança, a organização decidiu cancelar a segunda passagem por Talho do Povo (Branzelo), com a prova a retomar o seu percurso normal.

Depois do Rali de Gondomar, a próxima prova do Campeonato Norte de Ralis, pontuável também para o Campeonato Portugal de Clássicos de Ralis e Desafio Kumho Asfalto e Desafio Kumho Norte, terá lugar a 26 e 27 de Novembro, com o Rali de Viana do Castelo, organizado pelo Clube Automóvel de Santo Tirso.

(Visited 254 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta